Geraldo Vandré

Sunday, July 16, 2006

Biografia


Em 1935, nasce na Paraíba Geraldo Pedrosa de Araújo Dias, ou simplesmente Geraldo Vandré. Aos 16 anos muda-se para o Rio de Janeiro com a família, onde conhece pessoas ligadas ao meio artístico, como o compositor Valdemar Henrique, Baden Powell e Luís Eça, e sempre interessado por música, tornando-se cada vez mais famoso no ambiente dos festivais.
No ano de 1968 a música "Pra Não Dizer que Não Falei de Flores" conquista o segundo lugar no festival da TV Globo, apesar de ser favorita do público, perdendo para "Sabiá" (Chico Buarque/ Tom Jobim). Concluiu a faculdade de Direito, ligando-se a movimentos estudantis de grande repercussão, no entanto, “pendurou” seu diploma em função da sua grande paixão pela música.
Com a promulgação do AI-5(Ato Institucional nº 05) e o acirramento da ditadura, foi exilado, e morou no Chile, França, Argélia, Alemanha, Áustria, Grécia e Bulgária nos 4(quatro) anos que ficou fora do Brasil. Vandré tornou-se uma espécie de "mito" da resistência à ditadura, por ter ficado sem fazer shows no Brasil desde 1968. Apresentou-se no Paraguai em 1982 e 1985, rompendo mais de uma década de silêncio.

Durante a década de 1960, delinearam-se na música popular brasileira três grandes tendências: a primeira era composta por artistas que herdaram a experiência da Bossa Nova (ou seus próprios representantes), e compunham uma música que possuía relações com o samba e o jazz (grupo no qual pode-se inserir a figura de Chico Buarque); um segundo grupo reunido sob o título "Canção de Protesto", que em geral estava pouco interessado em discutir a música propriamente dita mas fazer da canção um instrumento de crítica política e social (neste grupo destaca-se a figura de Geraldo Vandré); e finalmente havia um terceiro grupo, especialmente dedicado a promover experimentações e inovações estéticas na música formado justamente pelos artistas tropicalistas.

FONTE: www.mpbnet.com.br
www.alfarrabio.org (figura)
www.wikipedia.org

Atualmente, há uma barreira imensa quando se trata de formação profissional, e um dos caminhos mais difíceis é o da formação acadêmica de Direito! Disso, o que mais valorizamos em nossa vida é a liberdade. Na sua opinião, hoje, você largaria uma profissão concreta, com uma carreira praticamente instável para se aventurar em sonhos?
Não deixe de comentar!!!!

7 Comments:

Blogger Odonto.Vendas said...

Os SONHOS são os alimentos necessários para aqueles que acreditam em uma sociedade livre. Que detêm valores imutáveis "sólidos" que respeitam os seus semelhantes. Uma andorinha não faz verão, mas sinaliza para as mudanças que virão, passam-se dias e anos e seu revoar fica marcado na historia. Assim são as marcas daqueles que sonham com a liberdade.

4:57 PM  
Blogger Lei e Consciência said...

É difícil dizer o que faríamos quando são apenas hipóteses; "conhecer o caminho é diferente de percorrer esse caminho" parafraseando uma fala do filme matrix e que acredito ser uma verdade. Mas, de fato, ser totalmente livre é ser desprendido de valores que a sociedade quer nos impor a todo momento e essa é uma baita tarefa.

10:02 AM  
Blogger Fabrica das Idéias said...

Amigos, desculpem meu humilde discurso poético, Mas acho que nesse momento estava "bombando" de coisas acontecendo.. A política e suas resistencias, AI.5 dizendo: -Eu sou o cara, eu determino e outro cara com um ideal resolve se manifestar em suas musicas, como não estava nem ai pra musica. Desculpe mas não concordo. Depois tem uma vida estável de herança. O que mais um jovem quer..

4:04 PM  
Blogger Livre epnsador said...

Não sei o por que, o silencio de Graldo nos faz viajar pelos comentários (boatos) em relação a ditadura. Como se pode perder um talento destes ? que após a ditadura poderia dar prosseguimento a carreira, já que a lacuna ficou aberta !!!!! No meu ítimo fica a saudade de quem em prosas e versos falou da vontade do povo, "Camonhando e Cantando"

7:05 PM  
Blogger VERDADES said...

ESSE CARA É O MÁXIMO, ESSA MUSICA ME DEIXA TRISTE EM RELAÇÃO AO BRASIL NA EPOCA DA DITADURA E AO MESMO TEMPO ELA ME DEIXA TRISTE TAMBEM EM RELAÇÃO A SITUAÇÃO DOS NOSSOS POLITICOS NO BRASIL HOJE, NÃO SEI EXPLICAR, APENAS ELA ME TOCA PROFUNDAMENTE QUANDO PENSO NISSO, UM CARA QUE ESCREVE UMA LETRA COMO ESSAS NUMA EPOCA DIFICIL COMO AQUELA, SÓ MERECE O NOSSO APLAUSO E NOSSO RESPEITO! OS ARTISTAS FAZIAM MUSICAS DE VERDADE QUE TOCAVA FUNDO EM NOSSOS CORÇÕES.

7:25 AM  
Blogger DEMOLIDOR DE ILUSÕES said...

NOSSOS BONS SONHOS SÃO O COMBUSTÍVEL DA REALIDADE,SEM SONHOS,NÃO VIVEMOS O FUTURO,E NÃO SENTIMOS NOSSA PRÓPRIA FELICIDADE..:*(RD ."DEMOLIDOR DE ILUSÕES"0

7:04 AM  
Blogger DEMOLIDOR DE ILUSÕES said...

SONHOS BONS SÃO O COMBUSTÍVEL DA REALIDADE,SÃO VIDA,QUE COMPLETAM NOSSA FELICIDADE,SÃO O FUTURO E O PRESENTE,VIVIDOS AO MESMO TEMPO,DENTRO DE NOSSAS POSSIBILIDADES."RD;DEMOLIDOR DE ILUSÕES.")

7:10 AM  

Post a Comment

<< Home